Irmãs dos Pobres

de Santa Catarina de Sena​

Escudo

O Escudo da Congregação é composto por vários símbolos que revelam a forte espiritualidade cristocêntrica das Irmãs dos Pobres, seu chamado e viver em nome da caridade.

Na verdade, o Escudo, que tem forma circular, tem os seguintes elementos: Os lírios, a cruz, o coração, a terra, o livro aberto, a coroa de espinhos. 

O nome, em latim, da congregação “SORORES PAUPERUM A SANCTA CATHARINA SENENSIS”,  a Beata Savina Petrilli deu o nome de Irmãs dos Pobres ao Instituto porque, como a mesma diz: “Depois daqueles a quem Deus nos deu como objeto legítimo de afeto pelos laços de sangue e espírito que temos com eles, nossos irmãos são os pobres” (OC 1006).

Toda Irmã dos Pobres é chamada a amar os pobres com sentimentos de amor íntimo, profundo, com ternura e respeito: “Os pobres podem ser considerados um mistério de fé como a Eucaristia. Assim como o Senhor está presente sob a espécie de pão, assim, nos pobres, o Senhor está presente de alguma forma, como um sacramento de Sua Presença (Cfr. OC 1007‐1008).

Os Símbolos

O coração em chamas

O coração com a chama

Nos lembra que o Coração de Jesus sempre foi um altar no qual Ele se ofereceu a Deus como vítima de adoração infinita, assumindo nossos pecados, nossas ingratidões (Cfr. OC 213). A Irmã dos Pobres é chamada a amar com um coração semelhante ao Seu.

Os lírios laterais

Os lírios laterais

São um sinal de pureza, de uma vida doada a Deus em alegria e gratuidade.

O Livro aberto

O livro aberto

Com a inscrição "UBI CHARITAS IBI DEUS" quer enfatizar que a Caridade, "alma do Instituto", está enraizada na Palavra de Deus. E também, que as Irmãs dos Pobres são chamadas a respirar na caridade, vivendo em primeiro lugar entre si na união mais perfeita e depois doando suas vidas no exercício da caridade com o próximo, amando-o com o Coração de Deus (Cfr. OC 848).

A Cruz

A Cruz

Sinal do amor de um Deus que se fez homem e permaneceu totalmente solidário com a humanidade a ponto de morrer na cruz por ela. Lembra a cada Irmã dos Pobres que Jesus é "Esposo de Sangue" (OC 219), Ele é o amor crucificado, cuja cruz cada uma é chamada a abraçar oferecendo-se com o Senhor no altar da vida para a salvação das almas (Cfr. OC 219; 121).

A coroa de espinhos

A coroa de espinhos

Representa as dores e sofrimentos que Jesus aceitou para acolher e realizar a Vontade do Pai até o fim. A Irmã dos Pobres também se entrega inteiramente, dizendo em todos os momentos, como Jesus e com Jesus, seu "Eis-me aqui" à Vontade do Pai.

A terra

A terra

É onde está plantada a árvore da Cruz, que representa o mundo para ser evangelizado e cuidado através de obras de caridade.