Irmãs dos Pobres

de Santa Catarina de Sena​

Conectando-se para Construir Relacionamentos

Em um mundo cada vez mais conectado e rápido, a comunicação autêntica torna-se uma missão crucial, diante dessa realidade, as Irmãs dos Pobres de Santa Catarina de Sena se reuniram em sua 1ª Assembleia Internacional de Comunicação, realizada de 19 a 30 de novembro, na Casa Geral em Roma, terminando em Siena, na Casa Mãe.

A convite da Superiora Geral Madre Liliana Quesada, as Irmãs da Itália, Brasil, Argentina, Índia e Filipinas inauguraram a assembleia com alegria e espiritualidade. O encontro apresentou oficialmente o Setor Saviniano de Comunicação, composto por Irmãs de diferentes realidades, com a função de colaborar com a Madre Geral e o seu Conselho para organizar, coordenar e desenvolver as atividades oficiais internas e externas da Congregação.

Nesse evento, foi trabalhado que a comunicação, para as Irmãs dos Pobres, vai além da mera verbalização, já que tudo é necessário para construir relacionamentos. Elas se comunicam para se conectar autenticamente com outras pessoas, tanto por meio da fala quanto da comunicação não verbal.

O encontro teve a participação dos profissionais que fizeram as devidas intervenções sobre a comunicação, as quais foram apresentadas de forma organizada e coordenada. 

O objetivo não é apresentar a Instituição como um produto ou fazer marketing, mas sim encarnar o carisma e promovê-lo numa cultura em evolução, tornando pessoas capazes de iniciativas, trabalhando em projetos e cuidando das relações interpessoais.

No contexto digital, as Irmãs exploraram estratégias, aprendendo a comunicar de forma eficaz e envolvente. Elas compreenderam a linguagem da comunicação audiovisual através de diferentes meios e tipos de narração, mantendo sempre o vínculo com seu Projeto Saviniano de Comunicação.

A Voz de Savina, fundadora das Irmãs dos Pobres, ainda ressoa hoje e foi a reflexão feita nos primeiros dias. Utilizando todos os meios de comunicação do seu tempo, Savina evangelizou e contribuiu para a formação da pessoa humana. A comunicação torna-se uma ferramenta para transmitir a vida e a missão das Irmãs, refletindo sobre o “Bem” para com os destinatários da missão.

A Assembleia de Comunicação marcou um momento de graça, guiado pelo Espírito Santo. As Irmãs compreenderam que não “fazem” comunicação, mas que são comunicação. Por isso, é necessário criar relações autênticas e inclusivas, melhorando a experiência pessoal e comunitária, porque as verdadeiras relações só florescem onde a comunicação é ativa. Por tanto, seguir os passos da Beata Savina é levar adiante a missão de comunicar bem, o Bem ao mundo.